Responsive image


O desenvolvimento moderno da filosofia da ciência (1890–2000)
de Carlos Ulises Moulines.
Tradução de Claudio Abreu.
Associação Filosófica Scientiæ Studia, 2020.

272pp.
Formato 125x205mm
ISBN: 978-85-61260-10-1
Preço: R$ 56,00

A filosofia da ciência como disciplina acadêmica existe há pouco mais de um século. Neste livro, Carlos Ulises Moulines reconstrói seu desenvolvimento histórico geral ao distinguir cinco fases: a fase germinal da disciplina, entre o final do século xix e o início do século xx; a fase de sua eclosão, com o Círculo de Viena e as correntes relacionadas, no período entre guerras; sua fase “clássica”, após a Segunda Guerra Mundial; a fase “historicista”, das décadas de 1960-1970 e a fase “modelista”, característica das últimas décadas do século xx e que perdura até hoje. Os aspectos mais importantes de cada fase e o impacto que tiveram no desenvolvimento geral da disciplina são analisados com cuidado. Trata-se de um livro que pode ser usado como uma introdução histórica e também como uma apresentação sistemática à disciplina.




Carlos Ulises Moulines, nascido em Caracas em 1946, formou-se em filosofia pela Universidade de Barcelona em 1971 e doutorou-se em 1975, sob a orientação de Wolfgang Stegmüller. Pouco depois foi contratado pelo Instituto de Investigações Filosóficas da Universidade Nacional Autônoma do México (Unam), onde permaneceu até 1984, quando começou a trabalhar como professor de filosofia da ciência na Universidade de Bielefeld, Alemanha. De 1988 a 1993 foi professor de Teoria e História da Ciência da Universidade Livre de Berlim. Nesse mesmo ano assume, substituindo Wolfgang Stegmüller, como Professor de Filosofia, Lógica e Teoria da Ciência e Diretor do Instituto de Filosofia, Lógica e Teoria da Ciência da Universidade de Munique, cargos que ocupou até 2012, ano de sua aposentadoria oficial. Membro desde 2004 da Academia de Ciências da Baviera, autor de muitos livros e de mais de 200 artigos, Carlos Ulises Moulines é uma referência para a filosofia da ciência desde último quarto do século passado.